domingo, 14 de julho de 2013

Michelangelo no Cerqueira César

Para encerrar o semestre, resolvemos deixar nossa marca no espaço tradicionalmente usado para os professores darem o seu recado, a lousa. Nessa série batizamos a nossa de: "LOUSA DIGIZÃO", suporte democrático, onde todos podem participar. Nosso convidado foi nada mais, nada menos que, Michelangelo Buonarotti. Grande expoente do Renascimento com sua obra “A Criação de Adão”, um afresco de 280 cm x 570 cm, pintado por volta de 1511.




























Um comentário:

  1. Razões para não ser Professor Eventual de uma escola do Estado:

    - Você mal entra na sala e os alunos do Ensino Fundamental te cercam, pedindo o banheiro. Você só pode deixar um, mas eles não entendem. Querem sair de trio ou quarteto. Só para passear. Você não sabe se passa a matéria ou fica controlando os que querem ir ao banheiro. Porque se sair mais de um e a diretora ou os coordenadores verem, o bicho pega para o seu lado! Pior quando um quarteto ou quinteto te desobedecem e saem mesmo assim!

    - Você tem que dar conta de tudo: passar a matéria, controlar quem vai ao banheiro, apartar uma possível briga que possa ocorrer, velar para que não se machuquem, fazer a chamada e ainda ficar de guarda na porta, para que os demônios não a detonem com chutes!

    - Se uma professora efetiva de outra sala ver que você está com dificuldades com a sua turma, ela vai xeretar e brigar com a sua turma. Com a finalidade de te espionar e contar tudo para a diretora. E quando a diretora aparece na sua sala, geralmente é no momento em que a turma está bagunçando muito. Você ainda não conseguiu passar a matéria porque está tentando controlar a bagunça e uma briga que está prestes a acontecer.

    - A diretora vai chamar sua atenção com muitas críticas porque ela só vai registrar o momento em que ver a sua turma bagunçando, e a lousa vazia de matéria. Ela não vai querer saber o quanto você se esforçou até ali, o quanto de matéria você já passou nas outras turmas, o quanto já se esgoelou de tanto gritar com alunos sem nenhuma educação, o quanto a sua garganta já foi prejudicada e o quanto você está estressada e com taquicardia. Correndo o risco até de enfartar na sala!

    - E se você enfartar na sala e sobreviver, ainda será acusado depois, de não saber dominar a turma. Se um aluno passar mal, a culpa será igualmente sua.

    - Quando você entra na sala, os alunos te olham com raiva porque não terão mais, a aula vaga que tanto queriam. Se você é professor de geografia, por exemplo, e está cobrindo uma aula de educação física, a raiva dos alunos aumentam porque eles não vão mais para a quadra. O resultado é que eles tentarão te irritar a aula inteira. Ou duas, se você tiver menos sorte, professor eventual.

    - Se você se formou em história, é um absurdo ter que cobrir uma aula de geografia ou matemática, por exemplo, e ainda ser cobrado pela direção ou coordenação para passar matéria de geografia ou matemática, sendo que isso não é cobrado nem dos professores efetivos!

    - Alguns alunos vão querer as suas aulas, não porque gostam de você, mas como o professor eventual não tem a obrigação de aplicar provas, eles querem a sua aula para bagunçarem! Eles pensam que é casa da Mãe Joana e não possuem um pingo de respeito! A corda sempre vai arrebentar para o lado do professor eventual, que é a parte mais fraca.

    - O eventual faz o que pode, mas é um só para controlar 40 ou 50 seres demoníacos, sendo que nem os próprios pais desses seres conseguem!

    - A diretora que precisa ir até uma turma bagunceira que está com um professor efetivo, nunca vai chamar a atenção desse professor. Só do eventual.

    - Um professor efetivo, no caso professoras, que são mais recalcadas, raramente vão querer ferrar outra efetiva, que são peixes grandes. Elas vão querer ferrar os eventuais, peixes pequenos. E de preferência, que sejam uma eventual mulher, pois se for um homem bonitinho, elas até sorriem para eles! Claro, está faltando homem no mercado!

    - As inspetoras nunca vão lhes fornecer turmas mais educadas e pacíficas. Só vão lhes fornecer as quintas e sextas séries, onde verdadeiros seres demoníacos habitam!

    - O professor eventual é o verdadeiro saco de pancadas de uma escola do Estado!

    - E PRINCIPALMENTE: O QUE UM EVENTUAL GANHA NÃO COMPENSA ATURAR TANTOS DESAFOROS E ENGOLIMENTOS DE SAPOS GIGANTES! UM LIXEIRO TEM MAIS DIGNIDADE DO QUE UM PROFESSOR EVENTUAL!

    ResponderExcluir