quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Projeto da revista Cerqueira Zine nº 1 aprovado na íntegra



Entendendo a arte da comunicação de massa por meio do Fanzine
  
Professor responsável: Denis Basílio de Oliveira
Alunos envolvidos: 5ª, 6ª, 7ª e 8ª séries
E. E. José Alves de Cerqueira César
Av. São Luiz, 484 - VL Rosália, Guarulhos – SP - 07072-060
(11) 2455-0166

“Muitos não sabem quanto tempo e fadiga custa a aprender a ler.
Trabalhei nisso 80 anos e não posso dizer que o tenha conseguido”.
Johann Wolfgang von Goethe


Guarulhos – 2012

Entendendo a arte da comunicação de massa por meio do Fanzine

Resumo

O projeto pretende mostrar as competências e habilidades artísticas necessárias para a realização de um produto de comunicação de massa: uma “História em Quadrinhos”, também conhecida como “Narrativa Gráfica” ou “Gibi”. Produto complexo que necessita da escrita, do desenho, da pintura, do recorte, colagem, fotografia, a capacidade de interpretação dos ícones contidos unicamente nessa modalidade artística, que são os balões, por onde os personagens se comunicam, o talento para contar uma história e saber ler entre outros atributos. Busca principalmente, valorizar e dar sentido aos conteúdos ministrados na sala de aula. Para isso é de extrema importância que se tenha um produto finalizado em mãos, nesse caso o Fanzine, uma “História em Quadrinhos” impressa. Só assim o processo de ensino e aprendizagem acontece integralmente. Nessa etapa, a escola solicitará através de um ofício à Diretoria Regional de Ensino Guarulhos Sul, uma parceria para finalizar o projeto, a impressão da revista para que a escola imprima o material dos alunos para distribuir na comunidade.

Justificativa

A relação dos conteúdos trabalhados na escola, com a realidade vivida por muitos alunos, em geral se encontra distante do que eles presenciam no dia a dia. Uma das razões para a desmotivação, não apenas dos alunos, mas também de educadores, é a falta de condições para a finalização de seus projetos, a incapacidade de torná-los real para que se possa ver, sentir, tocar, mostrar e disseminar.
O educando sozinho, não faz a transposição do conteúdo teórico que aprendeu com sua utilidade ou aplicação na vida. Cabe ao educador levar o aluno a relacioná-lo, no entanto, esse trabalho ainda continua na esfera teórica. Uma das maneiras para resolver questões como essa, é transformar em realidade os conteúdos desenvolvidos nas aulas, apresentando o resultado na forma de um produto conhecido e que faça parte da sua vida, algo que seja real, e que o aluno possa adquirir, manusear, relacionar com outros igualmente conhecidos, presente na sociedade. Assim, os assuntos estudados farão sentido verdadeiramente. É uma metodologia que pode motivar, atrair a atenção, despertar o interesse, valorizar o aluno como produtor e mostrar a importância da escola para a comunidade como formadora da cidadania.
A interdisciplinaridade, não acontece apenas na escola, com suas limitações, mas também, entre instituições e órgãos ligados a ela. Isso tudo justifica a participação da Secretaria, via Diretoria Regional no projeto para ajudar a dar sentido e mostrar caminhos objetivos para os educandos.
Projeto como esse, “Entendendo a arte da comunicação de massa por meio do Fanzine”, motivam, dão prazer para os participantes, permitem a assimilação de conhecimento, fazendo com que a escola cumpra o seu papel, atuando na contemporaneidade, usando meios e tecnologias acessíveis à sua época, para que o aluno reflita sobre a sua prática, perceba o interesse da coletividade nos assuntos escolares, valorize o trabalho pedagógico e isso pode resultar em diminuição na evasão escolar.

Objetivo

Apresentar as Histórias em Quadrinhos como linguagem artística, meio de comunicação de massa, veículo de informação, criação, entretenimento, lazer, educação, produto comercial e profissional. E também, levar o aluno a relacionar os conteúdos estudados na sala de aula com a aplicação dos mesmos no seu cotidiano, ou seja, contextualizar o aprendizado.  Ao perceber a objetividade dos assuntos estudados é possível que ele se interesse mais pelos estudos, tenha mais prazer em frequentar as aulas e ver sentido no que aprende.
Objetiva diversificar a potencialidade do desenho como meio e ferramenta de transmissão de ideias, mostrar como se dá a expressão pessoal, para que o aluno possa entender e aceitar as diferenças presente nele e no outro, como seres individuais, com desejos e atitudes próprias.
Exercitar a expressão plástica através das linguagens artísticas, conhecer os suportes e as ferramentas do desenho e da pintura, as técnicas do recorte e da colagem, usar as tecnologias que tanto os acompanha como o celular, para tirar as fotos que irão ajuda-lo na sua produção artística.
Construir um produto que faça parte de sua vida e da sociedade, no caso O Fanzine na forma de uma História em Quadrinhos (HQ).

Metodologia

A escola realizará um projeto interdisciplinar aceitando a sugestão da Diretoria Regional Guarulhos Sul abordando o tema “Água”. Os professores ficaram à vontade para escolher a forma de trabalhar o tema. A disciplina Artes criou o seu projeto para falar e discutir o tema (água) e resolveu usar as HQ para esse fim. Nas aulas de Ciências os alunos realizarão pesquisas, se aprofundarão no tema, descobrirão curiosidades, enfim, se abastecerão de conhecimento sobre o tema. Em Artes, aproveitarão as informações para aflorar ideias que serão usadas para criar personagens, desenvolver roteiro e construir sua Narrativa Gráfica. No momento do roteiro, que poderá ser escrito ou desenhado, teremos a participação de professores de Língua Portuguesa orientando como narrar uma história.
Especificamente em Artes, serão trabalhados: a linha e suas variantes, o desenho, a ilustração, a composição, o claro e o escuro, diagramação, onomatopeia, este último item, outra característica exclusiva dos quadrinhos, a montagem (editoração), e por fim, a impressão, sem a qual ainda não caracteriza um produto de comunicação de massa. É com a impressão da revista (tiragem), que todo o trabalho vai ganhar sentido, valor e estímulo, motivando a comunidade, os educadores e acima de tudo os educandos.
O efeito que o produto acabado causa aos adolescentes é muito forte e contribui para o entendimento do processo de ensino e aprendizagem. Essa reação de satisfação já foi observada e constatada em outros projetos realizados, só que em escala bem menor, pois, a reprodução precária, com qualidade duvidosa, ocorreu, usando a copiadora da escola e parte com recursos pessoais do professor. O que não é suficiente nem atinge a abrangência merecida. Então a colaboração da secretaria integra o processo pedagógico ficando responsável por dar objetividade e transformar os conteúdos em realidade palpável para os alunos. Bastando para isso imprimir a revista em Quadrinhos que será feita na forma do Fanzine.
A transmissão de conhecimento, não se dá em linha reta, e o Fanzine é para os mais variados públicos como diz o poeta alemão

“Nem todos os caminhos são para todos os caminhantes”.
Johann Wolfgang von Goethe
Esse projeto é mais um caminho para esse fim.


Conhecimento

Por meio do projeto “Entendendo a arte da comunicação de massa por meio do Fanzine”, o conhecimento adquirido nas aulas de Ciências serão reforçados, a escrita praticada, paralela a leitura, um número maior de pessoas (alunos) terão contato com um tema de extrema relevância para o mundo, “a água”. A reprodução do trabalho permitirá uma democratização do conhecimento e de informações, pois, cada um dos alunos criarão histórias diferentes, com abordagens únicas nos mais variados contextos. Ao ser produzida pelo próprio aluno, a linguagem adotada se adequará a de seus colegas adolescentes, atraindo mais a atenção de seus pares, o que torna imprescindível a sua reprodução em maior escala para chegar as mãos de outras crianças, com o objetivo de ampliar a discussão sobre o tema (água) e acima de tudo, sobre as linguagens artísticas.
Portanto, a participação da Diretoria Regional empenhada nos tramites legais para angariar verba para esse projeto, não só é necessária como estará valorizando a escola pública, os alunos, disseminando conhecimentos importantes, como também democratizando a produção dos saberes.


Avaliação

Através do acompanhamento dos trabalhos em sala de aula, da evolução do aprendizado, da finalização, uma síntese do que é apresentado e como foi realizado. É parte integrante do processo ensino-aprendizado. Volta-se para a formação e desenvolvimento do educando e é pautada na orientação pedagógica e pelo desempenho, ação e reflexão sobre o conteúdo apresentado.


Estimativa de custo e cronograma

A impressão de 1.000 (mil) revistas, sendo a capa a 4 cores e o miolo preto e branco, fica em torno de R$ 4.000 (quatro mil reais).
O ideal é que haja uma verba suficiente para imprimir umas 10.000, para serem distribuídas nas escolas públicas da cidade.


[1]Denis Basílio de Oliveira: Pós-graduação em História da Arte e Cultura Contemporânea pela UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Graduado em Educação Artística - Artes Plásticas pela USJT - Universidade São Judas Tadeu (1991). Experiência na área de Artes, com ênfase em Desenho, Pintura, Retrato, Caricatura, Histórias em Quadrinhos, atuando principalmente nos seguintes temas: artes gráficas, animação, escultura e publicidade. Curso Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI, atualmente é professor na FIG-UNIMESP - Centro Universitário Metropolitano de São Paulo, no Curso de Educação Artística, ministrando as disciplinas de Desenho, História em Quadrinhos, Desenho da Figura Humana. Na Faculdade para a Idade da Razão, com Desenho e Pintura, pesquisador e membro do Observatório de Histórias em Quadrinhos da USP - Universidade de São Paulo, Curso de especialização Lato Sensu - Docência no Ensino Superior.
Endereço para acessar o CV: http://lattes.cnpq.br/9359115128113566







segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Celebridades guarulhenses visitam o Cerqueira César.

O Cerqueira César recebeu visitantes ilustres na Feira Cultural por conta do projeto Guarulhos Mostra sua Cara. Eles foram homenageados e receberam certificado de honra ao mérito.
 Jornalista e empresário Valdir Carleto, a artista Plástica Jandilisa Grassano e o professor Denis Basílio durante a Feira Cultural no Cerqueira César.