terça-feira, 14 de março de 2017

Dia Internacional da MULHER

M de Mulher

Seus Malabarismos Mágicos Manipulam Marionetes.
Meninas, Mães, Madres, Marquesas e Ministras.Madalenas ou Marias.
Marinas ou Madonas.Elas são Manhãs e Madrugadas.Mártires e Massacradas.
Mas sempre Maravilhosas, essas Moças Melindrosas.
Mergulham em Mares e Madrepérolas, em Margaridas e Miosótis.
E são Marinheiras e Magníficas.Mimam Mascotes.
Multiplicam Memórias e Milhares de Momentos.
Marcam suas Mudanças.
Momentâneas ou Milenares, Mudas ou Murmurantes,Multicoloridas ou Monocromáticas, Megalomaníacas ou Modestas,Musculosas, Maliciosas, Maquiadoras, Maquinistas,Manicures, Maiores, Menores, Madrastas,Madrinhas, Manhosas, Maduras, Molecas,Melodiosas, Modernas, Magrinhas.São Músicas, Misturas, Mármore e Minério.
Merecem Mundos e não Migalhas.
Merecem Medalhas.São Monumentos em Movimento, esses Milhões de Mulheres Maiúsculas.

(autor desconhecido)









































participação especial: Aluna Júlia (3ºano)




segunda-feira, 6 de março de 2017

Biografia sintética de José Alves de Cerqueira César




Algumas imagens representando o Patrono da nossa escola.
José Alves de Cerqueira César (Guarulhos, 23 de maio de 1835 - São Paulo, 26 de julho de 1911)  foi presidente interino do estado de São Paulo, governou de dezembro de 1891 a agosto de 1892.
Como grande parte dos governadores de São Paulo formou-se em direito pela Faculdade do Largo São Francisco, na turma de 1860, passando a atuar como promotor público na cidade de Itapetininga. Foi secretário e presidente do Partido Republicano Paulista e, em 1889, Inspetor do Tesouro do Estado. Foi presidente do Senado Estadual de São Paulo.
Eleito primeiro vice-presidente de São Paulo (1891-1892), substituiu Américo Brasiliense em períodos de licenciamento e após o titular abandonar o cargo, sob pressão dos políticos contrários a Deodoro da Fonseca, quando este renunciou.
Completou o mandato em 23 de agosto de 1892. Após restabelecer a ordem, Cerqueira César teve de enfrentar epidemias de febre amarela em vários pontos do estado, o que o levou a promover o saneamento de Santos e também da Capital, em apoio à obra da municipalidade, cujos investimentos eram insuficientes. Foi eleito senador da República mas, antes de assumir o cargo, renunciou. Faleceu na cidade de São Paulo em 1911, tendo sido seu corpo sepultado no Cemitério da Consolação.
É homenageado dando seu nome ao município de Cerqueira César, um distrito da cidade de São paulo e nome de uma Escola Pública em Guarulhos, ao qual é o Patrono.