segunda-feira, 16 de maio de 2011

História de José Alves de Cerqueira César

José Alves de Cerqueira César (Guarulhos, 23 de maio de 1835 — São Paulo, 26 de junho de 1911) foi presidente interino do estado de São Paulo, governou de dezembro de 1891 a agosto de 1892. Advogado de renome, jornalista, senador e presidente interino da então província de São Paulo, nasceu na Fazenda Tapera Grande, onde hoje fica o bairro rural do mesmo nome. Formado pela Faculdade de Direito no Largo de São Francisco, Cerqueira César começou a construir a carreira pública ao mudar-se para Rio Claro, onde fundou em 1876, ao lado de Cândido Vale, o Partido Republicano. O ideário dos republicanos superou dois partidos monarquistas na primeira eleição que disputou.
O jornalista foi um dos primeiros signatários do Manifesto Republicano de 1870, que defendia essa forma de governo para o Brasil. No entanto, por ocasião de um levante, em 1891, comandado pelo marechal Deodoro da Fonseca, Cerqueira César assumiu a presidência da província em oposição à ditadura que se ameaçava instalar no País. Entre suas realizações estão estações agronômicas, a instalação do Superior Tribunal do Estado, o Instituto Bacteriológico e a Escola Agrícola (hoje Escola Superior de Agricultura Luís de Queirós da Universidade Estadual Paulista, - Unesp), em Piracicaba.



Completou o mandato em 23 de agosto de 1892. Após restabelecer a ordem, Cerqueira César teve de enfrentar epidemias de febre amarela em vários pontos do estado, o que o levou a promover o saneamento de Santos e também da Capital, em apoio à obra da municipalidade, cujos investimentos eram insuficientes. Foi eleito senador da República, mas, antes de assumir o cargo, renunciou.
Faleceu na cidade de São Paulo em 1911, tendo sido seu corpo sepultado no Cemitério da Consolação.
É homenageado dando seu nome à E. E. José Alves de Cerqueira César no município de Guarulhos.

Um comentário: